Reunião foi convocada para o dia 25 de janeiro.

Em Lajeado, justiça manteve liminar que suspendeu posse de Elenir Winck Sede do MTG, em Porto Alegre Google O presidente do MTG, Nairo Callegaro, convocou reunião do conselho diretor para o dia 25 de janeiro.

Assunto: administração da entidade "enquanto durar a discussão judicial acerca da eleição realizada no 68° Congresso Tradicionalista Gaúcho". Nessa reunião, os conselheiros eleitos no ano passado e que continuam para mais um ano de mandato, poderão escolher um presidente provisório, uma vez que o embate judicial pode durar meses.

Esse novo presidente, além de administrar o MTG, terá um papel que interessa diretamente a Callegaro: irá escolher os delegados gaúchos que irão votar na eleição para presidente da Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha, que acontece em fevereiro, na qual Callegaro concorre. Nesta teça-feira, foi mantida a liminar que suspendeu a posse de Elenir Wick.

Na sentença, a juíza de Lajeado disse que "uma breve leitura das notícias que antecederam a eleição ora impugnada, em páginas da Internet especializadas no tradicionalismo gaúcho, a exemplo das citadas acima, evidenciam que, pelo menos para a população em geral a eleição para presidente envolveria duas mulheres como candidatas à presidência". A magistrada prossegue: "outrossim, a própria cédula eleitoral apresenta unicamente o número da chapa e os nomes Gilda e Elenir como candidatas à presidência, corroborando a interpretação lógica de que encabeçariam a chapa". Em sua página na internet, a chapa de Elenir Winck se manifestou afirmando ter plena convicção de sua postura ética e na retidão de caráter "para com nossa cultura e nossa tradição, bem como para com todos os tradicionalistas do nosso Rio Grande".

Afirmou, ainda, conhecer e confiar nas leis que regem o MTG.

E disse estar "tranquila e confiante" e que continua na luta e defesa de seus ideais.

Elenir não tem dado entrevistas.