NOTÍCIAS


Haddad, Tarcísio e Garcia nacionalizam disputa e trocam ataques em primeiro debate na TV.

Atual governador se esquivou da polarização Lula-Bolsonaro e disse que briga política prejudica o Estado; ex-ministro recebeu ‘boas-vindas’ a SP e foi questionado sobre padrinhos políticos.

Se em alguns Estados, como na Bahia, alguns dos principais candidatos tentam distanciar da polarização Lula-Bolsonaro das eleições locais, em São Paulo o cenário é completamente oposto. O primeiro debate entre os candidatos ao governo paulista na TV, que aconteceu neste domingo, 7, promovido pela Band, evidenciou a influência da disputa nacional na corrida ao Palácio dos Bandeirantes. Logo nos primeiros minutos, menções diretas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ao atual presidente Jair Bolsonaro (PL) ocorreram em ataques mútuos dos concorrentes. O primeiro deles foi protagonizado por Fernando Haddad (PT) e Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos), que dão cara para a polarização no Estado. Ao responder uma questão sobre educação, o ex-ministro da Infraestrutura questionou a plateia sobre “qual foi o pior prefeito de São Paulo”, em clara provocação ao petista, que rebateu: “Digita no Google a palavra genocida e veja o que aparece”, disse Haddad, mencionando as mais de 600 mil mortes pela Covid-19 como culpa do governo federal. “E pior que isso, foi cortar o auxílio emergencial antes de vacinar as pessoas. Vocês são responsáveis pela crise que estamos vivendo. Lamento você já vir com tom de agressividade falando de Deus”, disse Fernando Haddad, que minutos antes havia dado “boas-vindas” a Tarcísio no Estado, já que o ex-ministro morava no Distrito Federal antes de ser candidato.

Fonte:-JovemPan




08/08/2022 – Sintonia FM

SEGUE A @SINTONIAFM87.5

(11) 4012-4292


Rua: Machado de Assis nº 56 – 1º Andar  Bairro: Jardim Santos Dumont. Cidade:- Bom Jesus dos Perdões – S/P – WhatsApp: – (11) 9.1569-2999.

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO