NOTÍCIAS


TSE nega que Forças Armadas farão apuração paralela nas eleições.

Órgão reiterou que interessados podem realizar uma contagem simultânea de votos através dos Boletim de Urnas, logo após o encerramento das votações.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou uma nota à imprensa nesta segunda-feira, 12, para ressaltar que as Forças Armadas não terão um “acesso diferenciado” no acompanhamento da apuração de votos nas eleições de 2022. O posicionamento refere-se à noticias veiculadas de que o Comando de Defesa Cibernética do Exército faria uma apuração paralela através da checagem de 385 boletins de urnas eletrônicas. Segundo o órgão, “não houve nenhuma alteração do que definido no primeiro semestre, nem qualquer acordo com as Forças Armadas ou entidades fiscalizadoras para permitir acesso diferenciado em tempo real aos dados enviados para a totalização do pleito eleitoral pelos TREs, cuja realização é competência constitucional da Justiça Eleitoral“. Em junho do último ano, o Tribunal já se posicionou sobre uma possível contagem simultânea dos votos e informou que a ação já é realizada através dos Boletins de Urnas (BUs) – documentos impressos após o fim das votações. Através de uma pequena impressora, o mesário imprime o folheto e o deixa exposto com acesso a quem se interessas em olhar e ler os dados. De acordo com o TSE, para as eleições deste ano, os Boletins serão divulgados na internet com “acesso amplo e irrestrito de todas as entidades fiscalizadoras e do público em geral”. “Independentemente dessa possibilidade, como ocorre há diversas eleições, qualquer interessado poderá ir às seções eleitorais e somar livremente os BUs de uma, de dez, de trezentas ou de todas as urnas”, informou o Tribunal.

Fonte:- Jovem Pan




13/09/2022 – Sintonia FM

SEGUE A @SINTONIAFM87.5

(11) 4012-4292


Rua: Machado de Assis nº 56 – 1º Andar  Bairro: Jardim Santos Dumont. Cidade:- Bom Jesus dos Perdões – S/P – WhatsApp: – (11) 9.1569-2999.

NO AR:
AUTO PROGRAMAÇÃO